coloque aqui seu e-mail para receber as mensagens:

GURU: O Mestre de Samadhi


Entre dentro de si, medite profundamente, tenha a experiência e mude sua vida.”
(Paramahansa Hariharananda, 1907-2002)  


Em Março passado, do dia 1 ao dia 5, o grupo de meditação Kriya Yoga de São Paulo trouxe ao Brasil o Yogacharya Don Abrams. Para iniciar novos alunos e oferecer aprofundamento aos mais antigos.

Nascido e criado em New York City, Donald Abrams conheceu ali, em 1981, o mestre realizado em Kriya Yoga, o indiano Paramahansa Hariharananda. Tornou-se seu discípulo e pode testemunhar, por mais de 20 anos, o trabalho de um dos maiores mestres espirituais dos tempos modernos.

Entre médicos e cientistas interessados na capacidade de Hariharananda de suspender a respiração e o batimento cardíaco, ao entrar no estado de samadhi, e jovens e artistas vivendo a contracultura de New York, e buscando o entendimento espiritual, Don tornou-se um dos mais avançados alunos do mestre.

Em 1996 foi autorizado diretamente por Hariharananda para ensinar independentemente e iniciar em seu nome.

Iniciações nos Kriyas Primeiro e Segundo,
São Paulo, março de 2018

Entre 2015 e 2017, vivi em NYC e pude conhecer melhor o Don, e estudar e aprender mais sobre Kriya Yoga e Hariharananda. Fico feliz e grato de poder ter vivido esse período, que aconteceu de forma quase inesperada (um convite súbito para trabalhar em Manhattan, quando fui projetar um filme que produzi e dirigi em um debate internacional na ONU, sobre escravidão infantil). Mas penso que só pude aproveitar tão bem essa dádiva de conviver com Don, por já estar meditando há tantos anos, já ter tido professores anteriores, entre os quais o Yogi Sarveshwarananda, que me prepararam bem para este momento. 

Um iniciante desavisado talvez não percebesse em Don a potência que tem como transmissor da Kriya Yoga. Ele é um homem comum, de família judia, mora no Queens e se veste com roupas comuns, trabalhando com informática e pegando o metrô como outras centenas de milhares de pessoas. Gosta de tomar café e conversar. É especialmente doce e gentil, contrastando com a dureza da maioria dos novaiorquinos. Mas não faz nenhuma pose de guru. No entanto, sentar-se ao lado dele para meditar, é garantia de um salto elevado de consciência.

Pedi que Don escrevesse algo a respeito do que é verdadeiramente um guru, já que esse assunto ainda confunde muitas pessoas. Gentilmente ele nos enviou o texto que segue, o qual agradeço. A tradução para o português está em seguida. 

Enjoy,
Yogacharya Céu
Sampa, outubro 2018

Samadhi Masters
 
by Yogacharya Don Abrams
 
(Mestres de Samadhi, por Yogacharya Don Abrams)


Paramahamsa Hariharananda
There are many hills, but not all hills have diamonds, sapphires and rubies.

Many Teachers come to teach in the West. But not all are sincere and worthy of respect.

Certainly, there are many advanced yogis who have acquired spiritual powers, (siddhi’s) and are promoting themselves in the spiritual marketplace as realized masters.

A true spiritual master is very rare and the most precious jewel.

The example of the Lineage of Kriya Yoga masters Lahiri Mahasay, Paramhansa Yogananda and Paramahamsa Hariharananda establishes what it means to be a Yoga master or Self-realized master.

The standard set by them was to have the ability thru the practice of Kriya Yoga techniques to enter and exit the nirvakalpa-samadhi state of consciousness at will.

When a human being is in this high yogic state of consciousness there is no pulse or breath that can be observed in their physical body.

When they come back into the body consciousness, they are completely transformed and every cell in their physical body radiates and emanates divine life force (prana) which can be perceived by others.

To meditate in their presence and even from the long distance, one can perceive one’s own molecules rearranging in meditation.

To experience this type of divine consciousness in the presence of a true sat guru is a very rare experience and a joy beyond words.

In a persons’ heart of hearts the love that is experienced removes any doubts and the light of wisdom shines.

It is so marvelous and astonishing to experience.

Just as a tree is known by its fruits, one knows instinctively what a good fruit is.

A true samadhi master is the sweetest and rarest and most precious divine fruit.

I pray that all have the good fortune to experience that sweetness of the grace of a true samadhi master.

Yogacharya Donald Abrams
NYC USA September 26, 2018


Há muitas colinas, mas nem todas as colinas têm diamantes, safiras e rubis.
Yogacharya Don Abrams
Aluno direto por mais de 20 anos de
Paramahamsa Hariharananda
New York City, Abril de 2017
 
Muitos professores vêm ensinar no ocidente. Mas nem todos são sinceros e dignos de respeito. Certamente, há muitos yogis avançados, que adquiriram poderes espirituais (siddhi) e estão se promovendo no mercado espiritual como mestres realizados.

Um verdadeiro mestre espiritual é muito raro, e é a jóia mais preciosa.

O exemplo dos mestres da Linhagem de Kriya Yoga, Lahiri Mahasay, Paramahansa Yogananda e Paramahamsa Hariharananda, estabelece o que significa ser um mestre de Yoga ou mestre auto-realizado.

O padrão estabelecido por eles é ter a habilidade, através da prática de técnicas de Kriya Yoga, de entrar e sair, à vontade, do estado de consciência nirvakalpa-samadhi.

Quando um ser humano está nesse estado elevado de consciência yóguica, não há pulso ou respiração que possa ser observados em seu corpo físico.

Quando eles voltam para a consciência do corpo, estão completamente transformados, e cada célula em seu corpo físico irradia e emana força vital divina (prana), que pode ser percebida pelos outros.
Kriya Love é o grupo de meditação
coordenado em NYC por Don Baba

Meditando em sua presença, e até mesmo a longa distância, pode-se perceber as próprias moléculas se rearranjando durante a meditação.

Experimentar esse tipo de consciência divina na presença de um verdadeiro Sat Guru é uma experiência muito rara, e uma alegria além das palavras.
No coração dos corações de uma pessoa, o amor que é experimentado remove qualquer dúvida, e a luz da sabedoria brilha.


É tão maravilhoso e surpreendente experienciar isso.

Assim como uma árvore é conhecida por seus frutos, sabe-se assim, instintivamente o que é um bom fruto.
Um verdadeiro Mestre de Samadhi é o fruto divino mais doce, mais raro e mais precioso.
 
Eu oro para que todos tenham a boa sorte de experimentar essa doçura da graça de um verdadeiro mestre de samadhi.

Yogacharya Donald Abrams
NYC EUA 26 de Setembro de 2018


Meditação Kriya Yoga com Yogacharya Don Baba, São Paulo, março de 2018

20 ANOS

KRIYA YOGA:
PROGRAMA COMEMORATIVO
20 ANOS MEDITAÇÃO HARIHARANANDA NO BRASIL


Kriya Yoga não é religião. É uma técnica científica indiana de meditação avançada, com resultados quantificáveis. Podem praticar pessoas de qualquer religião, fé, e mesmo agnósticos ou ateus.

Em  1998, os Swamis Sarveshwarananda e Prajnananda, por orientação de Paramahamsa Hariharananda, vieram ao Brasil dar início aos grupos brasileiros de meditação na técnica de Kriya Yoga, da linhagem Lahiri Mahasaya – Hariharananda.

De 8 a 12 de Novembro de 2018, Sarveshwarananda estará conosco para comemorar os vinte anos, desde que fez a primeira iniciação em 1998.
Veja abaixo a programação especial, de 8 a 13 de Novembro, com o apoio do Grupo Kriya Yoga Hariharananda de São Paulo e do Yogacharya Céu.

Histórico de formação de nosso grupo:
Em 2002, Hariharananda, com 95 anos, fez seu mahasamadhi (falecimento mantendo a consciência espiritual). A partir daí uma parte dos alunos continuou seus estudos com Prajnananda e o Instituto americano, e outros seguiram estudando com outros professores da linhagem. Nosso grupo optou por continuar os estudos com o aluno mais avançado de Hariharananda, o professor Raghabananda, de Orissa (Índia) e os dois alunos mais próximos de Hariharananda, os professores Yogacharya Don Abrams e Yogi Sarveshwarananda.

PALESTRA GRATUITA:
Levar a vida com harmonia
com Yogi Sarveshwarananda

8 de Novembro de 2018 (quinta-feira)
19h30 às 21h30
Palácio Anchieta, Salão Nobre - Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista
Entrada Franca
Mais informações: Camila Bogéa / camilabogea@hotmail.com  / zap (11) 98409-0323
(Agradecemos o apoio do Vereador Reginaldo Tripoli, da Bancada Ambientalista)

MINI-CURSO:
O Nada Yoga e a cura por meio dos mantras
com Yogi Sarveshwarananda

9 de Novembro de 2018 (sexta-feira)
19h00 às 22h00
Casa do Guilherme - Rua Ibiraçu, 225 - Vila Madalena
Donativo: R$ 35,00 (em dinheiro, não se aceita cheques ou cartões)
Inscrições: Cintia Duarte / cintia.duarte.lima@terra.com.br  / zap (11) 99641-6663


APRENDER MEDITAÇÃO:
Iniciação em Kriya Yoga
com Yogi Sarveshwarananda

Começa Sábado, 10 de Novembro de 2018, das 8h00 às 17h00

Conclui Domingo, 11 de Novembro de 2018, das 19h00 às 21h00
Casa do Guilherme - Rua Ibiraçu, 225 - Vila Madalena
Oferendas: cinco frutas, cinco flores e donativo financeiro de R$ 370,00 (em dinheiro, não se aceita cheques ou cartões).
Não é necessário contribuir financeiramente nas meditações guiadas dos dias 11, 12 e 13.
É necessário ter participado da Palestra Gratuita
Inscrições: Camila Bogéa / camilabogea@hotmail.com  / zap (11) 98409-0323

CURSO DE 1 DIA:
Como viver como um excelente yogi
com Yogi Sarveshwarananda

11 de Novembro de 2018 (domingo)
9h00 às 17h00
Casa do Guilherme - Rua Ibiraçu, 225 - Vila Madalena
Donativo:

  • R$ 250,00 (em dinheiro, não se aceita cheques ou cartões)
  • Desconto de R$100,00 para quem fizer a iniciação no dia 10 de Novembro
  • Desconto de R$35,00 para quem fizer o mini-curso no dia 9 de Novembro
Inscrições: Camila Bogéa / camilabogea@hotmail.com  / zap (11) 98409-0323

MEDICINA AYURVÉDICA E DESENVOLVIMENTO PESSOAL:
Consultas particulares
com Yogi Sarveshwarananda

Informações e agendamentos: José Orbino / jorbino@gmail.com / zap (11) 94144-8447

  • Medicina Ayurvédica, primeira consulta (1h30 de duração): R$ 270,00
  • Medicina Ayurvédica, retorno (1h de duração): R$ 210
  • Desenvolvimento Pessoal (1h de duração): R$ 210
  • (pagamentos em dinheiro, não se aceita cheques ou cartões)
Espaço Harihara, Rua Manoel da Nóbrega, 922 - Ibirapuera

SATSANGS E MEDITAÇÕES GUIADAS:
Kriya Yoga
com Yogi Sarveshwarananda


Primeiro Kriya (apenas iniciados em Kriya Yoga)
9 de Novembro de 2018 (sexta-feira)
6h00 às 8h00 (manhã)
Donativo: R$ 25,00
Espaço Harihara, Rua Manoel da Nóbrega, 922 - Ibirapuera

Primeiro Kriya (apenas iniciados em Kriya Yoga)
11 de Novembro de 2018 (domingo)
19h00 às 21h00
Donativo: R$ 25,00
Casa do Guilherme - Rua Ibiraçu, 225 - Vila Madalena

Segundo Kriya (apenas iniciados no Segundo Kriya da Kriya Yoga)
12 de Novembro de 2018 (segunda-feira)
6h00 às 8h00 (manhã)
Donativo: R$ 25,00
Espaço Harihara, Rua Manoel da Nóbrega, 922 - Ibirapuera

Primeiro Kriya (apenas iniciados em Kriya Yoga)
12 de Novembro de 2018 (segunda-feira)
20h30 às 22h30
Donativo: R$ 25,00
Espaço Harihara, Rua Manoel da Nóbrega, 922 - Ibirapuera

SATSANG E MEDITAÇÃO GUIADA:
Kriya Yoga
com Yogacharya Céu

Primeiro Kriya (apenas iniciados em Kriya Yoga)
13 de Novembro de 2018 (terça-feira)
20h30 às 22h30
Donativo: R$ 25,00
Espaço Harihara, Rua Manoel da Nóbrega, 922 - Ibirapuera

Mais Informações:
Cintia Duarte / cintia.duarte.lima@terra.com.br  /
zap (11) 99641-6663
Camila Bogéa / camilabogea@hotmail.com  / zap (11) 98409-0323 

Quem é o Yogi Sarveshwaranda
Sarveshwarananda, francês de origem, mas filho de pais viajantes, e tendo vivido em diversos lugares do mundo (inclusive a primeira infância no Brasil) nasceu em 1959, como David Vachon.
Formado em Literatura Inglesa em Grenoble III e com Mestrado em Informação e Comunicação na CELSA, Sorbonne, era ateu e anarquista até conhecer Baba Paramahamsa Hariharananda, em 1988.
O impacto foi tão grande que, em 1994, tomou o voto de Brahmacharya e em 1997 o voto monástico na ordem Giri, passando a se chamar Swami Sarveshwarananda (Alegria Divina em Todas as Coisas).
Iniciou a transmissão da Kriya Yoga de Hariharananda no Brasil, sendo o primeiro professor autorizado a vir para cá, em 1998, acompanhado de Prajnanandaji. Serviu Baba até sua morte em 2002, sendo seu auxiliar direto mais próximo, nos últimos anos. 
Após o falecimento de seu mestre, permaneceu em retiro de silêncio nos Himalayas, de 2002 a 2004. Deu início então a diversas obras humanitárias, na Índia e América do Sul. Em 2009 renunciou ao monastério e tornou-se pai de família, passando a se chamar Yogi Sarveshwarananda. Atualmente mora em Buenos Aires, tem uma filha de 7 anos,  e dá aulas no mundo todo.

Meditação na empresa neozelandesa Fonterra

A Fonterra foi fundada na Nova Zelândia em 1880 e é uma cooperativa que reúne mais de 10.500 famílias daquele país. Atualmente, é a maior exportadora mundial de lácteos. Está no Brasil há 20 anos.

Em Junho de 2018, estive no escritório brasileiro da empresa, que fica na cidade de São Paulo. Convidado pela área de bem-estar, ação de saúde e segurança. (wellbeing/ health and safety).

Para explicar um pouco sobre as atuais descobertas da ciência no estudo do cérebro, e dos benefícios da meditação. Há muito material por aí sobre isso. Mas o que poucos dizem, é que essas pesquisas foram feitas com pessoas que meditam profundamente, e ao longo de muitos anos. E não é portanto, fazendo técnicas superficiais, que se alcançam os mesmos resultados.

Mindfulness, e outras técnicas populares, nesse mercado meio-saúde/ meio-espiritualidade, funcionam mais como um relaxamento. É muito bom relaxar, em uma sociedade estressada e densa como a de hoje. Mas isso que se chama, por estratégia mercadológica, de Mindfulness, e pode ser traduzido como Atenção Plena, está muito longe do que Siddhārtha Gautama, um dos grandes professores da meditação, chamava de Atenção Plena. Tem raiz no princípio Vipassana de auto observação desidentificada, mas, entre outras coisas importantes para uma prática consistente de meditação, não realiza os equilíbrios eletromagnéticos necessários para a liberação do canal da Sushumna.


Sim, até pode ser um começo. E relaxar é bom. Mas se você realmente quiser alcançar os benefícios para a saúde, física, mental e espiritual, que podem ser alcançados com a prática regular de meditação, vai precisar conhecer outras técnicas, mais aprofundadas. Lembrando que meditação é ciência, não religião. Existem religiões que incorporaram a meditação em suas práticas, porque o estado de interiorização e auto-conhecimento profundos alcançados pela meditação correta, são benéficos ao desenvolvimento espiritual, entre outras coisas. Mas é possível aprender meditação sem precisar se afiliar a nenhuma crença religiosa. Porque é, antes de tudo, uma metodologia científica que atinge resultados quantitativos verificáveis.

Nessa palestra também contei um pouco sobre a origem histórica da meditação, sobre o meu próprio processo de aprendizado, e fizemos algumas práticas básicas. 

Interessados em levar palestras como esta, a suas empresas ou instituições, entrem em contato através do e-mail yc@lightbreath.org

Gravidez e Meditação

Estou escrevendo isto no dia 3 de Outubro de 2018.

A prática da meditação regular, adequada para aluno, e orientada por um professor experiente, traz diversos benefícios, como hoje a ciência comprova amplamente. Adquire-se o controle, tanto sutil como mecânico, da respiração, sincronizado com eficiente controle de todo o corpo. Equilíbrio e domínio desde o sistema motor e musculatura, ao sistema nervoso, emoções e pensamentos. Tudo isso pode tornar a gestação e o parto muito mais fáceis, seguros e até confortáveis, tanto para a mãe, como para o bebê.

Uma gestante que medita transmite para a criança em seu útero qualidades físicas de equilíbrio, pelo sistema nervoso e ritmos cardíaco e, segundo os ensinos da tradição, também qualidades sutis de paz, amor e elevação espiritual.

Mas saber tudo isso na teoria, é diferente de viver e acompanhar mamães meditadoras.


Dia 30 de Setembro passado foi aniversário de 190 anos do nascimento de Lahiri Baba, o iniciador da linhagem de professores de meditação da qual faço parte, como Yogacharya.
 

E no dia do aniversário do Guru, os discípulos é quem recebem presentes. É assim que funciona com autênticos gurus. Eles é quem dão. A riqueza deles é não reter nada e ter sempre muito para dar. E os presentes são luz na consciência dos alunos atentos. Despertamos de algo. Adquirimos discernimento e liberação espiritual.



Então, dia 30 passado, abri meu laptop e dei de cara com essa foto ao lado. É a aluna Fernanda. Estava meditando e foi fotografada pelo olhar amoroso do marido, o aluno Marcelo. A gestante foi iniciada em Kriya Yoga em 2017, na primeiríssima turma de praticantes dessa técnica de meditação, na cidade de Manaus, capital do Amazonas.
E olhar essa foto despertou em mim o presente, do guru para mim. É o que se chama de "darshan". Isto é, uma visão que desperta a consciência da Divindade. Me dei conta que estou com cinco alunas grávidas (que sei). E que estou podendo colaborar para essas amorosas e divinas mamães e papais, para que possam trazer estas crianças ao mundo com mais paz. Para elas trazerem mais paz para o mundo humano, que sempre precisa.



Não pude evitar umas lágrimas de felicidade, quando me dei conta que estou tendo essa benção de poder fazer isso, pelo simples fato de estar me dispondo a cooperar com a linhagem de gurus. Transmitindo os ensinos da verdadeira prática de meditação, que é uma ciência disponível para todas as pessoas. Independente de pertencerem a alguma religião ou mesmo para os que não tem qualquer tipo de fé, ou sejam ateus. Basta querer, ter disciplina e praticar.



Duas semanas atrás, na porta do Equinócio da Primavera, foi outra aluna grávida, a Ana Isa, quem me mandou uma mensagem super legal:




E não ficou nisso. Com a Lua Cheia, abriu o espaço aéreo de aterrissagens, e a Ana me escreveu novamente, dias depois, comunicando o nascimento de sua filhinha e do Lucas, a Aurora:




Bom, transbordei de felicidade com a mensagem da Ana.

Pela chegada da Aurora, claro. E pela mamãe ter tido esse carinho comigo, de escrever todas essas coisas super legais.



Mas foi só dias depois, no tal dia 30, aniversário de Sree Lahiri, que acendeu a luzinha na minha cabeça e eu me dei conta de todas as outras alunas grávidas. E que estou sendo instrumento de algo amoroso e libertador, sem planejar, sem ficar tentando controlar nada. Simplesmente por estar no fluxo da vida, próximo e atento a sua fonte, por onde jorra e respira, com Amor.

A respeito do Lahiri, coloco aqui o trecho de um “bhajan” de sua autoria, “Meu Culto é um Raro Culto”. Bajhan é um canto sagrado, de inspiração e métrica livres. Penso que este encapsula a essência do ensino deste meu professor. De forma poética, explica o que é a prática de meditação profunda, os Altos Kriyas:



Meu culto é um culto raro
Eu não mais borrifo água de Ganga

Eu não preciso nem de frutas nem de flores

Eu perdi todos meus utensílios de culto

Eu esqueci Shiva, Kali e Tara
Eu me afoguei em meu Pai Todo-Poderoso.

Eu esqueci deidades masculinas e femininas
Eu estou absorvido na Alma que em Mim habita
Ligado e absorvido em Trindade
Eu mergulhei profundamente em meu canal espinal
Minha percepção de corpo se foi, eu estou em Alegria
Eu cultuo meu corpo com meu poder divino.


O canto é uma apologia à não-forma, ao desapego de qualquer tipo de tradição ou entendimento formal. E ao mesmo tempo celebra o mergulho na consciência do próprio corpo (pela centro do sistema neural), tomando consciência da fonte milagrosamente vital, que torna existente a própria consciência. Para além da forma.
A Trindade a que se refere Lahiri são três aspectos interiores da consciência, de luz, som e vibração, que fazem parte da ciência da meditação Kriya Yoga.

Agradeço a minhas lindas alunas grávidas e ex-grávidas, e seus esposos, pela oportunidade de ser seu professor. Agradeço à linhagem de Gurus e à Mãe Divina por essa alegria maravilhosa.

Agradeço à Fernanda e ao Marcelo por liberarem a publicação da foto. E à Ana Isa e o Lucas, pela autorização de postagem do depoimento.

Desejo às outras três alunas que não mencionei os nomes, que tenham vigor, concentração e saúde, para ampliar ainda mais suas consciências de amor, vida e paz, neste período.



Com Amor,
Yogacharya Céu
Sampa, 3 de Outubro de 2018

PS1: E escrevendo isto e recebendo a notícia que nasceu hoje o menino da Fernanda e do Marcelo! Benções Divinas do Topo da Cabeça à Solas dos Pés do recém aterrissado.
PS2: O nome dele é Miguel
PS3: Na semana que escrevi este post, começou a estudar comigo mais uma aluna grávida.

Para contatar o Yogacharya Céu: yc@lightbreath.org

Como funciona a cabeça do seguidor de um guru de araque



Uma história que a gente costuma contar, para entender essa relação peculiar:



Um homem na Índia era devoto de um falso guru, como existem às centenas de milhares, lá e em todos os lugares. Ele viajou durante dias para vir venerar e se instruir com o mestre, que fantasiava ser um iluminado. No exato momento em que chegou no ashram, o falso guru havia dado uma ordem para fecharem os portões principais: - não estava se sentindo disposto a encenar seu papel, e queria passar o dia dormindo.


Narciso, por Caravaggio
Mas quis o destino que o devoto, por um acaso, não percebesse, e entrasse pela porta dos fundos. De repente, para surpresa do devoto e do falso guru, os dois se encontraram no aposento reservado do mestre de araque. Ao ver seu querido guru, o devoto se atirou no chão, gritando: - Amado! Amado! Que alegria encontrar você! Por favor, me diga, como adquirir o conhecimento que liberta?


O picareta, irritado, sentou na cama, abriu as mãos, olhou para o teto, sem dizer nada, e pensou: - Ai, que saco! Como esse chato entrou aqui?

O discípulo, vendo o guru em silêncio olhando para cima, disse: - Sim, claro! Devo buscar a Deus, no alto! Mas amado mestre, como encontrar a Deus?
O picareta, irritado, encolheu a cabeça, mãos cobrindo os olhos fechados, sem dizer nada, e pensou: - C****! Como faço pra esse p*** ir embora??
O discípulo, vendo o guru em silêncio naquela posição, disse: - Sim, claro! Devo buscar a Deus, em silêncio dentro de mim! Claro! Claro!
 
Prostrou-se mais uma vez aos pés do meliante, agradeceu e foi embora, feliz por ter sido abençoado com a sabedoria, luz e amor de seu amado guru.

Com Amor,
Yogacharya Céu
Sampa, 2018 set 18
-->

Meditação na Johnson & Johnson


Esta apresentação aconteceu no dia 2 de Março de 2018. 
Na ocasião divulguei na minha página no Facebook, mas gosto de registrar aqui no blog, pra quem quer ter referências do meu trabalho como Yogacharya.


A cada palestra em ambiente corporativo, vou aprimorando mais alguma coisa, corrigindo ou aprofundando algo que percebi na palestra anterior.
Também, sempre se aprende alguma coisa, com as diferentes perguntas. 
Em todos esses anos, estudando, foi a primeira vez que alguém levantou a questão do sistema nervoso envolvido no "piscar". Se, como a respiração, pode ser classificado como atividade simultaneamente voluntária e involuntária.
 

É uma pergunta bem interessante. 
Sim, em um grau menor, pode ser classificado dessa forma. Mas não tem o mesmo grau de complexidade e variantes que a respiração. Não pode ser controlado e calibrado, como o ato de respirar pode. Mas pode ser "disparado" voluntariamente. 
Por outro lado, existem algumas técnicas mais especiais de meditação que se utilizam exatamente dessa ambivalência, para induzir a mente a vibrar em frequências de ondas mais elevadas. O Shambhavi Mudra, por exemplo. Mas se você está lendo isto e se interessou, recomendo enfaticamente que seja cuidadoso. Shambhavi é uma técnica sutil e envolve riscos, se não for orientada por um professor bem experiente. Não é recomendado que pratique baseado apenas em textos, vídeos ou links, que encontrar por acaso por aí.

Agradeço a todos da Johnson & Johnson, sede São Paulo, que participaram da palestra ou trabalharam para que ela acontecesse. Desejo que tenham aproveitado bem e utilizem o que estudamos juntos. 

Grato pelo almoço. Estava gostoso.

Com Amor,
Yogacharya Céu







Iniciação em meditação Kriya Yoga, em Flandres, Bélgica.


No dia 10 de Dezembro de 2017, em nome da linhagem de Gurus, iniciei em Kriya Yoga a sete belgas. Na pequena cidade de Aalter, em Flandres, entre Bruges e Ghent.
 

Atendi a um pedido de Pieter-Jan Meirhaeghe, iniciado por Yogi Sarveshji, este último também meu professor.

Pieter-Jan vem demonstrando desenvolvimento e transformação, graças a sua prática constante. Sua evolução não passou desapercebida a seus familiares e amigos, que se também se interessaram em se iniciar no caminho amoroso e iluminador da prática regular da meditação Kriya Yoga.


Auspiciosamente, exatamente quando concluí as purificações e bençãos da iniciação, e no momento em que ia começar a cerimônia do fogo, começou a nevar. 

Podíamos ver a neve fina descendo gentil, sobre os campos e carneiros, através da grande janela da sala. No final da iniciação, saímos para uma foto. Há anos que não nevava ali naquela época do ano, e não havia previsão de neve para aqueles dias. Acabou se tornando em uma nevasca que semi-paralisou o país na segunda-feira seguinte. 

Pieter-Jan e sua esposa Bianca da Conceição haviam se casado dois dias antes. Assim que nesse dia também transmiti as bençãos dos Gurus e da Mãe Divina, através de uma benção védica.

Faço votos de Bençãos Divinas, do topo da cabeça à sola dos pés, a este grupo de iniciados. Que tenham a garra necessária para conquistar a própria consciência, através da prática constante, da meditação vibrante e luminosa. Com Amor.

Amor, amor, amor
Yogacharya Céu



On December 10, 2017, in the name of the lineage of the Gurus, I initiated seven Belgians in Kriya Yoga. In the small town of Aalter, in Flanders, between Bruges and Ghent.
I attended a request from Pieter-Jan Meirhaeghe, initiated by Yogi Sarveshji, the latter also my teacher.
Pieter-Jan has been demonstrating development and transformation thanks to his constant practice. His evolution did not go unnoticed to his family and friends, who got also interested in starting on the loving and illuminating way of regular practice of Kriya Yoga meditation.
Auspiciously, just as I completed the purifications and blessings of the initiation, and at the very moment the fire ceremony was about to begin, it began to snow.
We could see the fine snow gently descending, over the fields and the sheep, through the large window of the room. At the end of the initiation, we went out for a photo. For years it has not snowed there in that time of the year, and there was no snow forecast for those days. Eventually, it became a blizzard that semi-paralyzed the country in the following Monday.
Pieter-Jan and his wife Bianca da Conceição had been married two days earlier. So that day I also conveyed the blessings of the Gurus and the Divine Mother through a Vedic blessing.
I wish Divine Blessings, from the top of their heads to the soles of their feet, to this group of initiates. May they have the needed nerve to conquer their own consciousness, through constant practice, of vibrant and luminous meditation. With love.